Antártica de Veleiro

Ushuaia - Terra do Fogo

  • Barco
  • Guia
  • Hospedagem
  • Primeiros Socorros
  • Refeições*
  • Taxas
  • Trekking
Favorito Adicione na sua bucket list e seja avisado sobre as próximas saídas.
Dias sem dormir, icebergs e geleiras. Proximidade com  a vida selvagem, diferente de qualquer outro lugar da Terra, em encontros freqüentes com baleias, focas, pinguins e muitos outros pássaros, juntamente com paisagens e cores de todos os tipos.


Faça a infame Drake Passage em um veleiro!
 

Experimente o frio do continente branco no conforto e aconchego de Fernande, o barco raro na Antártida para ter como skipper um biólogo especializado em atividades ao ar livre e educação. 

Detalhes

Por que em um veleiro?

Estar em um veleiro dá a possibilidade de experimentar a viagem em um grupo muito pequeno na atmosfera caseira de um ambiente totalmente informal. A flexibilidade em tal cenário não pode ser igualada pelos horários dos navios de cruzeiro. Os passeios podem acontecer a qualquer momento e o itinerário pode mudar instantaneamente à medida que novas oportunidades de diversão se apresentam ao grupo. Não há outra maneira de aproveitar ao máximo esse ambiente maravilhoso e imprevisível como a Antártida.

IMPORTANTE

Documentos
Argentina e Chile não pedem visto para brasileiros. Mas apesar de permitirem a entrada apenas com carteira de identidade (não pode ser CNH!) é recomendado viajar de passaporte para vir a bordo.  Em caso de dúvida consulte os consulados dos respectivos países.
 
Vacinas
Argentina e Chile não exigem vacinas. No entanto, considere a possibilidade de se proteger contra tétano.
 
Dinheiro
Na Argentina e Chile é possível utilizar dólares. Cartões de crédito são amplamente aceitos para pagamentos e saques.
 
Bagagem
Lembre-se que o espaço a bordo para armazenamento é limitado. Pedimos  embarcar de mochilão ou mala de tecido dobrável e evitar vir a bordo com malas rígidas de rodinha. Se essa for sua preferência para viajar no avião não há problema, mas lembre-se que ela ficará armazenada em terra até o nosso retorno.
 
Saúde
Temos a bordo um kit de primeiros socorros para áreas remotas bastante completo. No entanto cada tripulante deve trazer o medicamento de sua preferência para casos de gripe, dor de estômago, dor de cabeça e mareio. Para este último existem diferentes opções, consulte seu médico sobre o mais adequado.
Independente do local onde o barco navega é importante ter na mala protetor solar e óculos de sol.
Eletricidade
Temos tomadas de 12v e de 220v para recarga de equipamentos eletrônicos.
 
Como chegar/partir de Ushuaia, Argentina
Nossa viagem para a Antártica começa na cidade mais ao sul do mundo, Ushuaia, Argentina, Terra do Fogo, beeem na pontinha sul da América do Sul, uma cidade charmosa e vibrante onde seus 40.000 habitantes vivem cercados pela cordilheira dos andes e o mar, cuja combinação oferece lagos baías, matas e geleiras. No centro da cidade existem diversas lojas, acesso a internet e uma bela variedade de opções para comer bem.
 
Ida
Chegada. Planeje chegar em Ushuaia (USH) com antecedência, no mínimo um dia antes da partida. Indo do Brasil, a maneira mais fácil é voar a Buenos Aires chegando no aeroporto internacional Ezeiza (EZE) e dali mesmo conectar para Ushuaia. Também é possível voar a partir do terminal doméstico Aeroparque (AEP), nesse caso será necessário de 3 a 4 horas de intervalo entre os voos para a transferência entre aeroportos (de EZE para AEP). O traslado leva aproximadamente uma hora e pode ser feito por taxi ou ônibus. Verifique se sua companhia aérea providencia a transferência. A empresa de ônibus Manuel Tienda Leon oferece serviços de traslado de hora em hora por aproximadamente US$ 20,00.
Também é possível chegar a Ushuaia a partir de Santiago no Chile (SCL) voando pela LAN, onde não se faz necessária a mudança de aeroporto. No entanto, para quem vai direto do Brasil, a viagem demora mais e costuma ser mais cara.
 
Volta
Chegaremos de volta a Ushuaia na manhã da data marcada. Como garantia para possíveis imprevistos, recomendamos que o voo de volta seja comprado no mínimo um dia após a data de chegada.
 
A bordo
No veleiro Fernande está disponível roupa de cama, refeições, bebidas e uso do bote.
Importante
trazer um bom saco de dormir para frio, bota de caminhada, mochila e garrafinha d’água para os passeios, bota de borracha e um pouco de dólares em dinheiro vivo caso de vontade de comprar souvenires (sim, isso é possível na Antártica)

ROTEIRO

Dia 1 - Ushuaia - Canal Beagle - Cabo Horn
Encontre seus companheiros de equipe no cais do clube AFASYN. Bagagem a bordo Fernande e última oportunidade para comprar coisas que você acabou de esquecer. Um pouco de trabalho burocrático e estamos prontos para zarpar para o leste ao longo do Beagle até que finalmente viramos para o sul em direção ao Horn. Em condições climáticas favoráveis, atingiremos a infame Drake Passage, em direção à Península Antártica. Se, no entanto, a previsão é de ventos fortes ou condições tempestuosas, vamos procurar abrigo antes de sair.
Dias 2 a 4 - Drake Passage
Você provavelmente já ouviu falar muito sobre a Passagem de Drake, esse trecho de 1.200 quilômetros do Oceano Antártico que separa a América do Sul do continente branco - um lugar onde temos que estar preparados para grandes mares e ventos fortes. É possível, mas improvável, que as condições meteorológicas sejam calmas. Mas se tudo correr conforme o planejado, pode ficar um pouco difícil, então certifique-se de trazer as pílulas para o enjôo. Não se preocupe, antes que você perceba estaremos vendo nosso primeiro iceberg, yaaayyy :) - A partir de agora, sempre que navegarmos nesta área, a tripulação será organizada em relógios de gelo para garantir que nosso caminho esteja livre de icebergs. 
Dia 5 - Hannah Point
Estamos finalmente nas Shetlands do Sul e podemos finalmente fazer nosso primeiro pouso na Ilha Livingstone. Hannah Point tem uma linda combinação de elefantes marinhos, olhos azuis, petréis gigantes, skuas, pingüins Gentoo e Chinstrap, e alguns pinguins Macaroni (lembra Happy Feet?). O primeiro pouso antártico é sempre inesquecível!
Dia 6 - Ilha Deception
Este é um vulcão inativo com uma forma de ferradura. Vamos navegar direto para a sua cratera. Possíveis atrações são visitar uma antiga estação baleeira, passear pela Baía de Telefon e, se as condições permitirem, visitar uma das maiores colônias de pingüins na península de Bailey Head. Dedos cruzados!
Dia 7 - Enterprise Island
Agora nos dirigimos para a península e colocamos os olhos no continente. Fica mais frio quando o branco e o azul da neve e do gelo começam a se transformar em belos icebergs e picos nevados. Isso é uma visão e tanto. O abrigo para a noite tem um velho naufrágio que nos manterá em companhia.
Dia 8 - Ilha de Cuverville
Passeios curtos e passeios de zodíaco são o caminho a percorrer. À medida que navegamos mais fundo nas águas da Antártida, fica cada vez mais bela à medida que passamos ao longo do Estreito de Gerlache. Deixe sua câmera sempre pronta, pois os grandes mamíferos podem estar em forma de focas e baleias.Cuverville nos dá a possibilidade de ver uma boa variedade de vida selvagem e ter uma bela vista do topo de seu pico. Observando ovos de pinguins são uma ótima fonte de diversão.
Dia 9 - Neko Harbour
Não é incomum ver os grandes pedaços de uma geleira totalmente sulcada parindo no mar à medida que diferentes espécies de pássaros se reproduzem em meio a líquenes com cores bonitas e brilhantes dando uma pausa para o azul e o branco. Para os mais ansiosos, pode ser possível dar um mergulho polar!
Dias 10 - 11. Paradise Bay
Este poderia ser o lugar para ficar bem perto dos grandes mamíferos marinhos e poderíamos ter sorte se as curiosas baleias vierem nos ver a apenas alguns metros de distância. As bases argentinas e chilenas poderiam ter a gentileza de nos permitir uma visita.
Dias 12-13 Porto Charcot
Finalmente poderíamos navegar pelo infame Canal Lemaire. Altos picos nevados com 1.000 m de altura e icebergs presos ao fundo. Pinguins e shags do assentamento na ilha de Peterman. O iceberg cemitério que é um grande labirinto formado por grandes caras de gelo que encalharam ao lado da Ilha Plenau. Aqui é um dos melhores pontos para ver o pôr do sol pouco antes da meia-noite.
Dia 14 - Estação Vernadsky
Este é o sul mais distante que conseguiremos se o gelo e as condições climáticas permitirem. Aqui vive o grupo mais entusiasta de seres humanos em toda a península, se eles gostarem de nós, poderíamos ser convidados para uma bebida no bar mais meridional do mundo.
Dia 15 - Port Lockroy
Esta é uma das paradas mais cobiçadas em todas as viagens à Antártida, também uma das mais belas, que é onde fica o único posto de correios em toda a península. Esta base britânica é a única oportunidade que você terá em toda a viagem para gastar algum dinheiro, se você sentir vontade de comprar lembranças e enviar cartões postais para seus entes queridos.
Dia 16 - Baía de Dallmann
Estamos navegando para o norte agora até nossa última parada antes de voltarmos para casa. As Ilhas Melchior são um dos melhores lugares para avistar jubartes e, se tivermos sorte, baleias assassinas. É possível subir o topo da colina para dar uma última olhada na Antártida. Infelizmente, agora devemos colocar o barco de volta ao modo de passagem enquanto nos preparamos para voltar.
Dias 17 - 20. Drake Passage
Estamos novamente em modo de cruzamento para nos voltarmos para a civilização. Antes que você perceba, estaremos cheirando as árvores da Terra do Fogo enquanto avistamos o Cabo Horn. Cansado e feliz, aproveitamos nossos últimos momentos antes que a viagem termine.
Dia 21 - Ushuaia
Depois do Chifre, nos dirigimos para o norte de volta ao Beagle e viramos à esquerda para Ushuaia, tentando absorver o máximo possível das últimas horas de nossa viagem quando estamos prestes a desembarcar. Um pouco mais de papelada e acabamos. De noite temos nosso jantar de despedida na cidade. Foi um imenso prazer ter todos vocês a bordo !!!

O QUE INCLUI?

- Todas as Refeições

- Cabines individuais ou casal
Sua preparação interna foi toda pensada priorizando a simplicidade e a confiabilidade. A bordo temos geladeira, tomadas de 220v para carregar equipamentos eletrônicos, dois banheiros, aquecimento de água para pia e banho e aquecimento central para as navegações em águas geladas, garantindo assim moral elevado da equipe e a possibilidade de secar roupas e botas de navegação.

Ponto de Encontro

Clube Afasyn

Onde fica?

CONDIÇÕES DE CANCELAMENTO

Em caso de cancelamento por iniciativa do cliente, de acordo com as normas da EMBRATUR, a devolução será feita nas seguintes condições:
Antes de 30 dias: Devolução total do valor
Até 30 dias do início do passeio: 90% do valor
Entre 29 e 21 dias do início do passeio: 80% do valor
Entre 20 e 7 dias do início do passeio: 50% do valor
Menos de 7 dias do início do passeio: Sem devolução
Em caso de cancelamento pelo cliente existem as seguintes opções:
Em caso de ressarcimento integral:
- Estornaremos sua compra de cartão de crédito.
Em caso de ressarcimento parcial:
- O valor a ser ressarcido poderá ser deixado em crédito para o uso em até 6 meses.
- O valor de sua respectiva devolução de maneira integral em 30 dias corridos
- O valor será devolvido com o custo de 2,5% de antecipação financeira em até 5 dias úteis.
Em caso de cancelamento e remarcação pela agência, o valor poderá ficar em créditos para o mesmo passeio por até 6 meses, ou o cliente será reembolsado do valor pago em até 10 dias úteis.

Mais

Próximas datas

Visualizar por calendário

Selecione o nº de vagas

Cabine Padrão
5 vagas
US$ 7.500,00
Total
US$ 7.500,00
Compre agora O que acontece após a compra?
  • Até 12x no cartão
  • Compra segura
  • Reserva imediata

ESGOTADO

SEM DATAS DISPONÍVEIS

Adicione na sua bucketlist e seja avisado sobre novas datas

Assim você incentiva os operadores a organizarem novas saídas!

Valor referência
US$7.500,00

Adicionar na bucketlist Seja avisado sobre novas datas

Operador responsável

Turismo de Experiência
Operador ainda não recebeu o número mínimo de avaliações para mostrar a nota.

Tem alguma dúvida?
Entre em contato com o operador